Estocolmo


Estocolmo é a capital e a maior cidade da Suécia, uma cidade envolta por canais de água, barcos , castelos e palácios, onde todos os espaços livres foram bem aproveitados.

É fácil compreender por que razão é comparada a Veneza...

Com uma vida cultural efervescente, é muito fácil encontrar o que fazer, difícil é a escolha...

A rede de transportes, por terra ou por água, é extremamente eficaz, e os horários são de uma exactidão incrível. Mas a bicicleta é o veiculo favorito dos suecos.

No Inverno, os canais gelam, as árvores e os edifícios cobrem-se de neve, o Sol esconde-se.

A partir de Junho os dias crescem e os suecos aproveitam todos os minutos para desfrutar dos espaços verdes, das zonas envolventes ao cais, repletas de bancos e degraus, ou das esplanadas espalhadas por todo o lado.

O Sol põe-se por volta das 22h, mas a claridade permanece até de madrugada. É estranha esta sensação de que o dia nunca acaba, para ver o Sol nascer de novo basta estar acordado às duas ou três da manhã, altura em que se reergue.

Aqui não há nenhum monumento ou edifício de linhas arrebatadoras, parque histórico, igreja ou palácio que cause suspiros. 0 encanto está na harmonia da arquitectura, um grande arquipélago de canais de águas limpas. A cidade transpira charme... lojas de design (jóias , cristais, móveis...) e na arquitectura ora medieval, ora vanguardista.

É tudo encantador. Boa parte dos museus são gratuitos. Uma das grandes atracções da cidade é o Vasamuseet, que abriga um navio do século 17 que naufragou na viagem de estreia e foi recuperado e restaurado no século 20. Para ver ainda: o Palácio Real, a catedral Storkyrkan e o Museu do Prémio Nobel, entre outros.

Suba ao alto do Katarinahissen para ver a vista absolutamente estonteante da cidade.

Por fim, Gamla Stan, o belo bairro medieval, a parte mais antiga da cidade.

A revista de viagens Traveler’s Digest considerou que os homens mais bonitos do Mundo estão em Estocolmo, na Suécia. Já Lisboa surge num honroso quarto lugar.

Ser alto, loiro e de olhos azuis continua a seduzir as mulheres. Para aquelas que queiram trocar experiências com os Adónis do sexo masculino, basta comprar uma viagem para Estocolmo, onde podem encontrar a maior quantidade de príncipes por metro quadrado.

Outras coisa a não perder em Estocolmo é o tão conhecido Ice Bar, vale pela experiência.

Para os apaixonados pelos ABBA, abriu recentemente um museu dedicado a esta banda sueca, museu que já estava prometido hà alguns anos.

Quem quiser, e tiver tempo, deve visitar as ilhas fora do arquipélago de Estocolmo, é fácil...a partir de Estocolmo há vários barcos com saídas frequentes.

A mais ou menos 3h de barco de Estocolmo fica Rödlöga, é um conjunto de ilhotas, a ilha principal tem sido permanentemente habitada desde o século 18 , agora apenas na época mais quente. Rödlöga hoje é um belo local para passeios de barco férias e tem a mercearia mais remota na região. E foi nesta pequena ilha que vi a paisagem mais bonita de toda a minha vida... e percebi o porquê da ilha se chamar Ilha Vermelha! E como uma imagem vale mais que mil palavras...


Obrigada  pelo  interesse  no  nosso  artigo!

Deixa um comentário com a tua opinião e/ou sugestão para futuros artigos

©TRADI Todos os direitos reservados.Desenho e implementação do site:TRADI

geral.tradi@gmail.com | 965718441 | Entre-os-rios, Penafiel | Portugal

  • Facebook tradi
  • Pinterest tradi
  • Instagram tradi